Blogroll

30 de jan de 2012

SPFW - Inverno 2012

2º dia

Começou com Pedro Lourenço, o estilista se inspirou no deserto do Atacama e na Patagônia. A coleção é uma continuidade da primavera/verão, segundo o estilista.



Foto: Charles Naseh


Tecidos e materiais Couro, veludos, lãs, tule e seda.
Cores: Azul, bege e preto, em algumas peças recebe pitadas de salmão e berinjela.

Rodrigo Rosner, estreou no SPFW inverno 2012, vindo da casa de criadores, apresentou uma roupa para ser usada a noite com muita sofisticação, elegância e muita riqueza nos detalhes.




Foto: Zé Takahashi/Fotosite (extraida do site ffw.com.br)


Tecidos e Materiais: Chamalote, tafetá, organza, gazar de seda, camurça de lã, tule, chiffon de seda e a renda.
Cores: Preto, marrom, azul royal, roxo, dourado e amarelo.

Alexandre Herchcovitch (feminino), sem um tema central para sua coleção, trouxe peças clássicas do guarda roupas.



Foto: Helô Valverde

Transparências, sobreposições, brilho metalizado e mistura de tecidos.
Cores: Tons de marrom e de bege, mostarda e muito dourado.O xadrez e estampas com partes do esqueleto.

A Iódice teve como inspiração o universo rocker, o estilista, Valdemar Iódice se baseou no livro “Rock and Royalty”, do designer italiano Gianni Versace.



Foto: Helô Valverde

Aqui a mulher iodice é forte, ousada e segura. Alfaiataria aparece em peças curtas e amplas, casaquetos, maxi coletes e casacos. Alguns vestidos longos e esvoaçantes se destacaram entre calças de couros, vestidos e mini-saias.
Tecidos: Couro e o Jersey.
Cores: Preto, bronze, bege e estampas de serpentes.



A Triton apresentou um desfile inspirado no estilo gótico da catedral de Notre Dame em Paris.



Foto: Zé Takahashi/Fotosite (Extraido do site ffw.com.br)


Tecidos e materiais: Crepe estampado, tricô e organza com bordados de canutilhos e miçangas brilhante.
Cores: Tons de marrons e preto, azul, verde, roxo, amarelo e laranja.

3º dia

Começou cedo com Reinaldo Lourenço, faz referências ao universo gótico e dark e também se utiliza das pedras e vitrais da linda catedral de Notre Dame. Coincidencia com a Triton, não?



Foto: Helô Valverde

Tecidos: Seda, crepe, georgete, veludo cristal.
Materiais: Lã, couro e cristais coloridos e pretos.

Ellus trouxe para a passarela homens e mulheres com looks casuais monocromáticos e aquela pegadinha rock se utilizando muito do couro que é a cara da marca.



Foto: Zé Takahashi/Fotosite (extraida do site ffw.com.br)

Tecidos e Materiais: couro, cetim, rendas e pele.
Cores: Preto, vermelho, ouro e cobre metálico.

Para os homens: Roupas ajustadas e secas.
Para as mulheres: Jaquetinhas enfeitadas de pele, saias curtas, calças bem justas, paletózinhos com abas de verniz.
Para usar a noite: Renda vermelha para vestidos, saias e paletós também enfeitados de couro vermelho, o metalizado veio sob a forma de saias ou tops de couro dourado.

Mario Queiroz desfilou feminino e masculino, o estilista em entrevista ao gnt diz: “Eu acho que a moda precisa de um tempo maior”, referindo-se ao Fast Fashion, Mario, construiu sua coleção com o mesmo tema da temporada anterior usando os tecidos deixados em seu acervo.



Foto: Helô Valverde

Tecidos e materiais: Lã, organza, jacquard, tweed, veludo cotelê, sarjas e cristais.
Cores: Azul cobalto, preto, branco, cinza – bastante cinza – e tons terrosos.

Huis Clos, trouxe uma mulher feminina, elegante com roupas confortaveis e praticas.



Foto: Zé Takahasi/Fotosite (extraido do site ffw.com.br)

Tecidos e materiais: Jersey e tecidos aveludados, lãs e aplicações discretas e de toques românticos de renda.
Cores: Marrom, bege, areia, camelo, avermelhado e verde água.


Samuel Cirnansck encerrou o 3º dia com muito glamour, trazendo para a passarela jóias e peles fake.



Foto: Zé Takahasi/Fotosite (extraido do site ffw.com.br)

Tecidos e materiais: Peles falsas, rendas e transparências sedosas, musseline e gazar, também bordados.
Cores: Branco, marrom bronze e preto.

4º dia

Que bom que não está chovendo!Acordo cedo e vou direto para estação da Luz.É lá que será o desfile da Cavalera.

Os estilistas Fabiano Grassi e Igor de Barros, escolheu o tema “faroeste urbano” o tumulto das metrópole, bem apropriado ao local, não é mesmo?



Foto: Humberto Alexandre






Foto: Humberto Alexandre

Desfilou masculino e feminino, jaquetas e calças resinadas para parecer couro e camisas e chapéus decorados com penas e cordas.
Tecidos e materiais: Lã, jeans, veludo cotelê, tule e chiffon.
Cores: Preto e bastante estampas coloridas.

Jefferson Kulig: “Pensei na ideia de campos urbanos, o que ocorreria se tivéssemos um campo dentro da cidade”.



Foto: Humberto Alexandre



Foto: Humberto Alexandre

Tecidos e materiais: Organza, musseline e tafetá se misturaram a tecidos tecnológicos, como o TK.Cores: Tons neutros como branco, preto e cáqui ganharam pinceladas de rosa e salmão.

FH por Fause Haten, o estilista foi buscar inspirações no visual do cantor Elvis Presley, trazendo para passarela sofisticação e glamour.



Foto: Zé Takahashi/Agencia fotosite

Tecidos e materiais: Acetinados, couro, tules, georgetes, tafetá, musseline de seda e peles.
Cores: Preto, roxo, bege e muito verde.



Juliana Jabour, foi buscar inspiração num longa “Viagem a Darjeeling” dentro de um clima charmoso e delicado. s sugestões da estilista.



Foto: Zé Takahashi/Agencia fotosite


Tecidos e Materiais: Linho, bordados, tricô, jacquard de superfície metalizada e o tweed – com inserções de lurex, miçangas e canutilhos compõem figuras como ramos de flores em batas, vestidos e camisas sedosas.
Cores: Amarelo, magenta, carbono, verde, bege aveia, laranja, roxo uva, cinza e preto.


Colcci: Fechou o dia!E, como já era esperado o ator americano Ashton Kutcher, veio como convidado na fila A, causando bafafa.



Modelo : Mariana Lima
Foto: Helô Valverde

Tecidos e Materiais: Lãs, tweed, camurça e o cour.
Cores: Marrom nos looks femininos compostos em sobreposições ton sur ton dessas estações, verdes (militar), vermelho (nos xadrezes), alaranjados, rosa, azuis e amarelos.

5º dia


Gloria Coelho, se inspirou em vulcões e partículas subatômicas, mas especificamente nos neutrinos que são representados por cristais em sua coleção.





Foto: Helô Valverde





Adorei os sapatos!
Foto: Helô Valverde




Foto: Helô Valverde

Tecidos e Materiais: Couro, veludo, seda, matelassê.
Cores: Vermelho, preto, branco, camelo e o off-white.

Maria Bonita, traz para passarela elementos regionais brasileiros especificamente vindas direto do norte do país.



Minutos antes do desfile, ensaio!
Foto: Helô Valverde

Tecidos e Materiais: Lã, renda de minipeixinhos trama calças delicadas, plaquetas de látex são usadas em saias, dando movimento às peças, e franjas finíssimas de pvc dão ares 20´s aos vestidos e barras de saia.
Cores : De tons terrosos, como o caramelo, o rosê e o mostarda, a paleta de cores sugere o agreste e as populações ribeirinhas.

UMA Raquel Davidowicz, partiu do conceito batizado “Sport Minimal”, toques minimalistas marcou sua coleção e roupas de tecidos amassados.



Foto: Zé Takahasi/ Agencia Fotosite

Tecidos e materiais: Sarja de algodão com elastano, tricot devorado, mix de algodões, lã, seda e viscose.
Cores:Preto, marrom, cinza, vermelho e tons de azul.



João Pimenta, traz um homem sombrio e faz referências à indumentária característica do século XIX; sendo essas combinadas a toques futuristas.



Foto: Humberto Alexandre



As poucas máscaras – à la Doctor Plague
Foto: Humberto Alexandre

Tecidos e materiais: Couro, lã e tricoline.
Cores: Marrom, vinho, cinza e preto.


Lino Villaventura, se inspira em Francis Bacon (pintor inglês), pecados, dissecações e eformidades foram alguns dos elementos citados como referências.



Foto: Zé Takahashi/Agencia Fotosite (extraido ffw.com.br)

Tecidos e materiais: Linho, acetinados, sedas, veludo, tule, jacquard e rendas.
Cores:Pretos, vermelho, amarelo, cinza, marrom e roxo.


6º e último dia.

Cansadérrima, mas vamos para o 1º do dia, Neon, este externo, no Teatro Tuca Arena.

Coleção surgiu da inspiração de uma viagem que os estilistas, Rita Comparato e Dudu Bertholini fizeram a Istambul, na Turquia, étnico e multicultural.




Foto: Helô Valverde

Tecidos e materiais:Algodão, crepe, jersey, camurça, boluclé, seda, brim, palha e dos têxteis com fios metalizados.Cores: Ocre, roxo, vermelho e amarelo transitaram em looks de meia-calca, vestido tomara-que-caia e bolero.


Alexandre Herchcovitch (masculino), trouxe para a passarela referências do tradicional Rabinato ortodoxo.



Foto: Zé Takahashi/Agencia Fotosite (extraido ffw.com.br)

Tecisos e materiais: Lã, algodão encerado e couro.
Cores: Preto, branco, marinho, azul e cinza.

Fernanda Yamamoto, teve referências no Renascimento e nas manifestações artísticas e culturais daquele momento, mas com um olhar contemporâneo.



Foto: Zé Takahashi/Foto Ag site (extraido ffw.com.br)

Tecidos e materiais: Jacquard, fios com metal natural e da pedraria e bordados de canutilho preto.
Cores:Verde militar, bordo, vermelho, preto, azul, laranja, camelo, dourado e ouro velho.

A Amapô, uma marca jovem e com pegada street wear, traz para passarela looks masculinos e femininos.




Foto: Zé Takahashi/Ag fotosite (extraido ffw.com.br)

Tecidos e materiais: Couro, organzas, brim e transparências
Cores: Off-white e, branco, estampas coloridas, azuis, laranja, pinceladas rosadas, amareladas e corais são mixados em materiais impressos. Superfícies metalizadas chegam em referência ao brilho dos cristais.

André Lima encerrou a SPFW com muita pompa e temática oriental.



Foto: Zé Takahashi/Ag Fotosite (extraido ffw.com.br)

Tecidos e materiais: Organza, seda, têxteis de superfícies metalizadas, jacquards e tweed.
Cores: Marrom, nuances de azul, amarelo, dourado e pelos contrastes tanto desses combinados entre si, quanto da dupla p&b frequente nos zigue-zagues estampados em materiais sedosos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário